Quinta-feira, 19 de Novembro de 2009

MÁRIO BARRADAS - O TEATRO ESTÁ MAIS POBRE

 

 

Emitida pela CENDREV, por esta altura, muitos estarão a receber esta triste notícia:

 

«O Cendrev vem desta forma comunicar o falecimento de Mário Barradas, ocorrido na sua casa de Lisboa, hoje dia 19 de Novembro, pela manhã.

Uma vida dedicada ao teatro. Um contributo activo e fundamental para o desenvolvimento do panorama teatral português nas últimas décadas.

Em Évora, fundou o projecto que foi referência da descentralização teatral em Portugal, projecto esse responsável pela formação de várias gerações de actores e germinação de novas estruturas artísticas.

Mário Barradas foi um Homem do Teatro em toda a sua dimensão de actor, encenador, pedagogo e pensador de políticas teatrais.

Mário Barradas não foi um homem de consensos. Polémico, agressivo nas suas posições, o seu contributo foi absolutamente determinante para a nossa formação teatral mas também humana.

O teatro perdeu um dos seus obreiros. Fica o seu grande exemplo de vitalidade e amor ao teatro.

Até sempre Mário!» 

 

O MÁRIO era um dos meus AMIGOS.  E neste momento, a única coisa que   consigo acrescentar é que foi um dos meus Mestres no entendimento do Teatro enquanto serviço público. E isto desde 1975, o que fez toda a diferença.

 

Vai para o Palácio das Galveias a partir das 17 horas.

O funeral é amanhã, às 15:00, para o Alto de S.João.  

 

 

publicado por MAF às 14:07
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De maria judite matias a 28 de Novembro de 2009 às 18:41
Hoje fui beber o afé depois de comprar o jornal. O pequeno café estava ainda mais pequeno. Faltava o MÁRIO. Não combinámos nunca o encontro, mas lá estávamos para tomarmos a bica sentados numa mesa.
Falávamos de muitas coisas entre o ácido e odoce! Doce porque estava a trabalhar uma peça com que sempre sonhara e agora o Benite abrira-lhe as portas!. Estava muito contente com esse facto.. È bom para nós, amigos, o conforto de o saber feliz.
Mas ele continuava sempre muito zangado. Zangado com "isto" como ele dizia e ia mudando "isto" jogando com as palavras como ele tão bem sabia fazer...
Procuro entender que sentido tem a vida tão
absurdamente estúpida.
Decidi que tão cedo não vou beber O CAFÉ.

"Aqueles que se entregam como convém à sabedoria não se preparam para outra coisa a não ser para morrer e estarem mortos..."

Platão

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

.Outubro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. EXPOSIÇÃO | Cartazes de ...

. DIA INTERNACIONAL DAS MUL...

. Amas, Flores e Velas

. P A R I S

. EM MEMÓRIA DE VICTOR BELÉ...

. NUM DISCURSO DE MIA COUTO...

. «ERNESTO»

. CAPITAIS EUROPEIAS DA CUL...

. NO 1.º DE MAIO | «Insulta...

. 25 ABRIL 2015

.arquivos

. Outubro 2016

. Março 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds