Terça-feira, 29 de Dezembro de 2009

EXPOSIÇÕES SOBRE VIDRO

 

 

 

 

Neste momento temos em Lisboa duas exposições temporárias sobre o Vidro: no Museu de Arqueologia e no Museu de Arte Antiga. Sobre elas o Madeira Luis mandou o seguinte texto:

 

Cara Amiga

 
Agora que acabei as tarefas que me couberam naquilo que gosto de chamar “ O Ano do Vidro em Portugal”, tendo em conta o inicio da prospecção arqueológica do mais antigo centro de produção vidreira, documentalmente atestado, no nosso país ( a Quinta do Covo em Oliveira de Azeméis), a realização da Conferência do “I.C.O.M Glass”, pela primeira vez, em Portugal e de algumas perspectivas de maior visibilidade do nosso importante património vidreiro, tão pouco conhecido; pude enfim ter disponibilidade para visitar as duas exposições apresentadas em Lisboa a propósito da conferência acima referida, no Museu Nacional de Arte Antiga e no Museu Nacional de Arqueologia.
 
Tanto uma como a outra, para além do seu interesse específico (naturalmente discutível como todas as coisas) mostram um aspecto comum: a de serem presumivelmente o lado visível dum “iceberg”.
 
 Na verdade como é possível que o Museu Nacional de Arte Antiga possa apresentar, a partir das suas reservas, várias dezenas de peças de vidro de uma só fábrica espanhola, por sinal aquela de cujo museu é directora a actual Presidente do ICOM Glass – a Granja de Santo Ildefonso, perto de Segóvia?
 
  
O que haverá, nessas reservas, de tantos outros centros vidreiros (em Veneza, Boémia, Inglaterra ou mesmo em Portugal ou em Espanha) de que, até agora, só conhecemos efémeras mostras ao sabor das várias reorganizações do espaço do Museu, ou de raras exposições temporárias?
 
No que respeita ao Museu Nacional de Arqueologia a perplexidade não é menor. Como o desconhecimento do publico sobre o conteúdo das reservas é a mesma que no Museu Nacional de Arte Antiga as indicações das “tabelas” da exposição e do catalogo poderiam colmatar em parte esse desconhecimento se a bibliografia para que nos remetem fosse exaustiva, sintética e acessível.
 
Não sendo assim, a reiterada referência a uma “colecção do Rei D. Manuel” (que a ser o II deverá tratar-se do que até agora se denominou como “colecção de Fernando II” e que terá sido incorporada no Património Nacional com a queda da Monarquia) é mais um factor de confusão num país que necessita urgentemente de informação “a benefício de inventário” como reza a obra de Marguerite Yourcenar
 
NB – Será bom acrescentar duas notas: uma a favor do Museu Nacional de Arqueologia pelo baixo preço do catálogo, outra contra o Museu Nacional de Arte Antiga que não editou a mínima informação para os visitantes, sobre o conteúdo da mostra que apresenta.
 
Com um abraço do
 Madeira Luis
 
Ser leiga tem algumas vantagens (isto cheira-me a coisa um bocado reaccionária), é que eu já fui ver a exposição do Museu de Arqueologia e gostei muito. (E também gostei da que está ao lado sobre a Quinta do Rouxinol). Por acaso antes já tinha comigo o Catálogo que o Madeira me tinha oferecido. Ia preparada. E claro que vou ver a do Museu de Arte Antiga, e espero que o nosso amigo me acompanhe.  Talvez seja  melhor organizar um Grupo para a discussão ter mais sabor.

 

publicado por MAF às 22:45
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 1 seguidor

.pesquisar

.Outubro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. EXPOSIÇÃO | Cartazes de ...

. DIA INTERNACIONAL DAS MUL...

. Amas, Flores e Velas

. P A R I S

. EM MEMÓRIA DE VICTOR BELÉ...

. NUM DISCURSO DE MIA COUTO...

. «ERNESTO»

. CAPITAIS EUROPEIAS DA CUL...

. NO 1.º DE MAIO | «Insulta...

. 25 ABRIL 2015

.arquivos

. Outubro 2016

. Março 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds