Segunda-feira, 31 de Agosto de 2009

Ainda o Ministério da Comunicação Social

Para se perceber a Direcção Geral de Acção Cultural (DGAC) no Ministério da Comunicação Social  (MCS), em 1975, é aconselhável continuar a seguir o desenvolvimento orgânico do Ministério, e para isso ler a Portaria 548/75 de 10 de Setembro é imprescindível.

A «alma» desta reestruturação era o Dr. António Dray, e pode-se constatar que o que hoje é adiantado como de grande avanço técnico na Modernização da Administração Pública Portuguesa, e, em certa medida, consensual entre os diversos Partidos, foi institucionalizado, em 1975, e praticado no MCS. E a Direcção Geral de Acção Cultural foi marcada por tudo isto, sendo talvez o organismo que melhor interiorizou e concretizou aquelas novas formas de trabalhar.

 

A mero titulo ilustrativo, compare-se o então definido e o que hoje está fixado para as estruturas orgânicas:

 

«Reorganização dos serviços segundo uma perspectiva prioritariamente orientada para a realização de tarefas enquadradas no programa global de acção do Ministério; abandono progressivo da organização baseada em estruturas rígidas e alienantes, substituindo-as, sempre que possível, por estruturas matriciais em que o conceito de dependência hierarquica seja conjugado e atenuado pelo de interdependêcia funcional.»

(da Portaria acima referida)

 

Ora, hoje continua-se a apresentar as estruturas matriciais como sendo a grande «revolução». Por acaso, na minha avaliação, neste momento dispomos de outras soluções mais consentâneas com a realidade tecnológica que vivemos. O que não significa que em determinadas situações a estrutura matricial ainda não possa ser a solução. Mas pelos anos 80 o mesmo Dr. António Dray já adoptava também outras propostas, por exemplo, inspiradas na célebre obra Na Senda da Excelência.

 

Voltando a 1975, a Animação Cultural tinha naquele ambiente orgânico campo ideal para germinar na DGAC.

 

 

 

publicado por MAF às 11:44
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 30 de Agosto de 2009

Direcção Geral de Acção Cultural

  

 

Reflectir a Animação Cultural na óptica institucional leva-nos à Direcção Geral de Acção Cultural. Foi criada em 2 de Agosto de 1975 -Decreto-Lei nº. 409/75. (quem tinha de ter pastas e mais pastas para poder consultar a legislação não pode deixar de assinalar este acesso gratuito ao Diário da República, uma das boas consequências do Programa SIMPLEX - assinale-se o positivo para sermos credíveias quando apontamos o negativo). Como se pode ver o diploma é sobre o Ministério da Comunicação Social no seu todo.

 

Do  Decreto-Lei sublinhar, por exemplo: a Comunicação Social junto com a Cultura; a existência de uma Comissão Interministerial da Cultura (posso assegurar, que a tranversalidade agora tão discutida teve aqui esta resposta orgânica); por outro lado, o Gabinete de Programação Cultural não era mais do que parte do que os GPEARIs criados pelo PRACE actual cobrem na generalidade dos Ministérios (mas enquantos estes nos parecem um «albergue do espanhol» aquele Gabinete tinha identidade precisa). Recordo-me que muitos ao lerem Gabinete de Programação Cultural, e mesmo sobre o facto da «Cultura» estar junto com a «Comunicação Social»,  não deixaram de aludir a «dirigismo cultural», o que visto à distância  nos aparece como algo pueril com umas pinceladas de preconceito. Sublinhe-se ainda a sintese do diploma e a existência de um preâmbulo, o que nos dias que correm nem sempre acontece, e isto parece-nos uma falha porque é no preambulo que nós vemos de forma mais clara a justificação política do diploma.

 

Concluindo: há 34 anos foi criada a Direcção Geral de Acção Cultural onde muitos dos membros do GRupo Versalhes se conheceram. E neste blogue iremos dar conta de um pouco da sua história, e nos próximos tempos mais centrados na Animação Cultural, como prometido. 

 

Já agora, o endereço da Imprensa Nacional - Casa da Moeda: www.incm.pt .

 

publicado por MAF às 12:11
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 29 de Agosto de 2009

EUROPEANA

  

 

 

 Para quem ainda não conhece o endereço.

 Depois uma notícia de hoje no jornal Público aqui.

 

O meu sublinhado:« Bruxelas lançou hoje uma consulta pública, que decorrerá até 15 de Novembro de 2009, sobre o futuro da Europeana, criada em Novembro de 2008 pela Comissão Europeia, e a digitalização de livros».

publicado por MAF às 12:22
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 27 de Agosto de 2009

Art and Social Justice Conference

 

 

No próximo ano, de 21 a 24 de Março de 2010, vai realizar-se em Durban por iniciativa conjunta da Universidade de Tecnologia de Durban,  África do Sul,  e da Associação Arte para a Humanidade,  a Conferência Internacional sobre Arte e Justiça Social. Tem vários apoios, nomeadmente da UNESCO. Pode saber mais (em português) aqui, no site da DGARTES, e no site da Conferência.

 

Destaco a form como expressam a importância da diversidade cultural:

 

 

«Cultural diversity is a driving force of development, not only in respect of economic growth, but also as a means of leading a more fulfilling intellectual, emotional, moral and spiritual life. Cultural diversity is thus an asset that is indispensable for poverty reduction and the achievement of sustainable cultural transformation essential to sustainable development».


Ao ler isto não pude deixar de me lembrar de um programa que vi na televisão, há poucos dias, sobre o SISTEMA das orquestras na Venezuela, que, do meu ponto de vista, e pelo que fui observando ao longo dos tempos, é o exemplo perfeito do que muitos ambicionaram (ambicionam) para a Animação Cultural. 

publicado por MAF às 12:10
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 26 de Agosto de 2009

Remade in Portugal

Uma outra exposição a não perder  - REMADE IN PORTUGAL - e que está no Museu da Electricidade até 13 de Setembro. Para saber mais veja  www.remadeinportugal.pt/

publicado por MAF às 16:30
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 25 de Agosto de 2009

Exposição Henri Fantin-Latour

 

 

Apenas para lembrar que termina no dia 6 de Setembro. E lembro também que aos domingos é grátis. Saiba mais sobre a exposição Henri Fantin-Latour no site da Gulbenkian . Eu gostei.

publicado por MAF às 12:26
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 21 de Agosto de 2009

Financiamento das Artes - USA

 

 

 

O Coche do Santíssimo Sacramento - Teatro da Rainha

 

 

 No nosso País lida-se muito mal com o financiamento da Cultura, e, em particular, com as designadas Artes do Espectáculo ( ou, entre outras designações, Artes de Palco, Artes Performativas, Artes ao Vivo). De vez em quando lá estamos a discutir  o «1% do Orçamento para a Cultura» - veja-se os Programas Eleitorais agora em divulgação. Mas, verdadeiramente, não sabemos que verbas são destinadas às Artes. De forma transparente: o que vem da Administração Central, da Administração Local, das Regiões Autónomas. E o que será financiado pelos privados? E, em especial, pelo «gratuito» dos profissionais em actividade nas organizações  que temos. Visamos aqui a actividade que não é garantida pelo mercado, ou seja, aquilo que deve cair no Serviço Público na esfera das Artes. Claro, primeiro há que se estar de acordo que deve ser garantido um SERVIÇO PÚBLICO nestes domínios. Todos dizem que sim, mas que expressão deve ter?  E serão genuinas essas afirmações que vamos ouvindo dos políticos? É que, depois, no concreto, não há acção que lhes corresponda.

É sempre interessante ver o que se passa noutros países, mas nem sempre as situações são comparáveis. De vez em  quando  faço uma visita a sites de organizações de referência, e foi assim que dei comigo no Lincoln Center. Gostei de ver esta lista enorme de «contributors».

publicado por MAF às 12:15
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 20 de Agosto de 2009

Dinamização Cultural e Acção Cívica

Cheguei  à Administração Pública em 1 de Março de 1975. Trabalhava no sector Privado, e decidi que queria ir para o sector Público. Tinha acabado de me licenciar  (1973/1974), como trabalhadora-estudante, por «Económicas», e lá fui oferecer os meus préstimos a vários sítios. Não conhecia ninguém, e entrei segundo as normas em vigor para Chefe de Repartição de contabilidade e finanças do Ministério da Comunicação Social. Era ministro o Comandante Correia Jesuíno. Muitas vezes penso no que me terá levado a optar por este Ministério e não por outros. Tenho concluído  que a isso não será alheio o facto de o meu primeiro emprego ter sido no Diário Popular - na Revista «Rádio  e Televisão» - como administrativa, onde tive como patrão, entre outros, o Dr. Francisco Balsemão, com quem muito aprendi. Mas definitivo terá sido a entrevista com o Dr. António Dray (Secretário Geral) - já tinha havido uma outra com outro responsável e que não me tinha particularmente entusiasmado -  e de quem viria a ser amiga para sempre. Para a minha entrada teve de haver uma autorização especial publicada em Diário da República (tanto quanto me lembro as entradas estavam limitadas).  Contudo,  tive de ser «ratificada» em Assembleia de Trabalhadores. Tudo era discutido. Lembro-me que a JUDITE que faz parte do Grupo Versalhes, que eu não conhecia, terá feito a minha defesa. Pelos vistos, PASSEI.

Qundo cheguei ao Palácio Foz existia lá um serviço sobre as «Campanhas de Dinamização Cultural e Acção Cívica do MFA». Neste blogue pode ver um registo sobre este facto. Dentro das minhas funções, teria que equacionar o assunto em termos de Plano de Actividades e Orçamento e certamente na esfera das Orgânicas em concepçaõ em que participava de forma activa. Na minha memória mais remota, é aqui que vou quando penso em ANIMAÇÃO CULTURAL, numa perspectiva institucional.

publicado por MAF às 12:58
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 18 de Agosto de 2009

«Animação»

Nos próximos tempos o Grupo Versalhes vai ocupar-se da «Animação». Desde logo, de «Animação Cultural». O pretexto é um Congresso que se vai realizar sobre Animação Sociocultural e onde se prevê que elementos do Grupo tenham papel de destaque. Para já temos a questão dos conceitos, e em poucas linhas já temos: «Animação»; «Animação Cultural»; «Animação Sociocultural». Pela minha parte, se algum contributo eu posso dar estará relacionado com o lado institucional, ou seja, com alguma informação e reflexão sobre a «Animação» - a Cultural - na esfera do Ministério da Cultura, e, em particular, na Direcção Geral da Acção Cultural e nos organismos que se lhe sucederam.

publicado por MAF às 11:37
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 12 de Agosto de 2009

Quem quer um sonho?

«Eu quero muitos» foi a resposta que se ouviu à pergunta «Quem quer um sonho?». E era de RAUL SOLNADO. Mas os sonhos de que estávamos a falar eram os famosos doces de Natal que tinham sido comprados (coincidências do destino) na VErsalhes. Mas ele respondeu com outros sonhos.Isto passou-se   talvez há quatro ou cinco anos. Inesperadadmente, tive oprivilégio de passar o FIM do ANO com um pequeno grupo onde estava o RAUL SOLNADO. Eu fiquei deslumbrada, como tantos  era sua admiradora desde que me conheço.

 

Penso que agora sempre que como sonhos me lembro dos outros SONHOS, e vejo o Raúl Solnado a dizer «eu quero muitos», com aquele tom manso, pausado,com um brilhozinho nos olhos .... que nos faz pensar e rir à gargalhada.

 

Lembro-me que também falámos da Casa do Artista.

publicado por MAF às 11:43
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 1 seguidor

.pesquisar

.Outubro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. EXPOSIÇÃO | Cartazes de ...

. DIA INTERNACIONAL DAS MUL...

. Amas, Flores e Velas

. P A R I S

. EM MEMÓRIA DE VICTOR BELÉ...

. NUM DISCURSO DE MIA COUTO...

. «ERNESTO»

. CAPITAIS EUROPEIAS DA CUL...

. NO 1.º DE MAIO | «Insulta...

. 25 ABRIL 2015

.arquivos

. Outubro 2016

. Março 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds