Sexta-feira, 30 de Julho de 2010

«LER ERA UM PRAZER»

No jornal Público de hoje há um artigo de opinião de Carlos Vargas centrado  no encerramento da Biblioteca Nacional, por causa de obras, mas que eu aproveito para chamar a atençao para um tema que o texto assinala e que me é muito caro: o tratamento desigual que é dado à cultura quando comparada com outros sectores. O artigo:

 

Ler era um prazer

A notícia do encerramento da Biblioteca Nacional de Portugal, durante nove meses e meio, já a partir de Novembro, provoca no cidadão um sentimento de tédio pela estranheza de mais uma notícia absurda mas também pela arrogância que o facto em si revela.  

O Ministério da Cultura não é um fim em si mesmo: com os seus serviços, direcções-gerais, institutos e demais organizações (num total de 28), existe para assegurar determinados bens e serviços ao país, às diversas comunidades e ao cidadão em geral. Estamos longe, dir-se-ia, de um Estado que se autojustifica perante uma população veneranda, agradecida e obrigada. A competência e a razão da existência da máquina do Estado medem-se pela oportunidade e qualidade dos serviços que presta.  
 

É, portanto, com enorme tédio que se constata a absoluta arrogância com que o Ministério da Cultura resolve anunciar, no Verão que, daqui a meses, a Biblioteca Nacional vai encerrar sem um plano de contingência.  

Imagine-se que o Ministério da Saúde anunciava que, durante um ano, o Hospital de Santa Maria estaria encerrado para obras e, ligeiro, respondia a quem o questionasse que há muitos hospitais pelo país que cubram as especialidades em causa. E que esta seria uma oportunidade fantástica para conhecer outras realidades e outros equipamentos. Não se questiona a urgência e importância das obras em curso. Mas não é possível, em pleno 2010, suspender, adiar e ignorar desta forma a actividade de todos aqueles que utilizam a Biblioteca Nacional. Não é aceitável que não exista um plano de contingência que assegure o funcionamento deste equipamento, ainda que em situação provisória, por muito complexa e até onerosa que seja uma operação dessa natureza.  
 
O Estado democrático garante um escrutínio constante das decisões dos seus governantes, quer das boas e acertadas, quer das más e desajustadas. Ora a responsabilidade desta decisão é do Ministério da Cultura e da sua titular. Espera-se que, apressada, não venha agora a público anunciar a culpa de mais um director-geral e lavar as mãos. Haja bom senso e capacidade de resposta política e técnica a um problema real que merece toda, mas toda a atenção do Governo.  
 

Há qualquer coisa de simbólico e triste neste encerramento temporário da Biblioteca Nacional de Portugal. Como acontece também com o Palácio Nacional da Ajuda, ardido e inacabado. Mas as imagens têm destas coisas: a sua força excessiva revela bem uma certa decadência e ligeireza que nos atinge. No limite, podemos sempre fazer como no Farenheit 451: ler e decorar. E esperar que a biblioteca reabra.  

publicado por MAF às 17:36
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 1 seguidor

.pesquisar

.Outubro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. EXPOSIÇÃO | Cartazes de ...

. DIA INTERNACIONAL DAS MUL...

. Amas, Flores e Velas

. P A R I S

. EM MEMÓRIA DE VICTOR BELÉ...

. NUM DISCURSO DE MIA COUTO...

. «ERNESTO»

. CAPITAIS EUROPEIAS DA CUL...

. NO 1.º DE MAIO | «Insulta...

. 25 ABRIL 2015

.arquivos

. Outubro 2016

. Março 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds